Reflexões

A importância de ajudar os colaboradores a descobrirem e atingirem seus sonhos.

Quando a Happynn começou, um de nossos propósitos era de fazer com que os gestores e colaboradores se conectassem além do âmbito chefe-subordinado. Sabemos que uma pessoa feliz produz mais gerando um retorno de seis a doze vezes o valor investido, mas além do retorno financeiro para as organizações, quanto vale ver alguém realizando um sonho?

As pessoas passam grande parte do seu tempo no trabalho e não percebem que estão trocando o seu tempo de vida pelo tempo gasto para fazer algo que poderia ser mais significativo para elas se soubessem como conectar aquilo com suas aspirações pessoais.

Trocando em miúdos:

Ninguém acorda todos os dias para bater metas ou enriquecer os acionistas. As pessoas acordam para realizar os seus sonhos.

Mas tem um problema na frase acima: Quando vamos crescendo, vamos aprendendo que sonhar é um verbo que tem mais a ver com pessoas que não realizam do que com o combustível para uma vida que vale a pena ser vivida. Neste trecho do filme Mr. Deeds, o milionário interpretado por Adam Sandler questiona muitas pessoas da plateia sobre suas verdadeiras aspirações e muitos dizem que gostariam de estar fazendo outra coisa na vida.

Essa outra coisa na vida está intimamente ligada com aquilo o que você veio fazer nesse mundo mas por motivos comandados pelo medo, acredita que é melhor guardar tudo em algum armário lá no fundo da sua mente para não correr riscos de se machucar.

Esse medo é reforçado por todo um sistema que se beneficia pelos resultados de amansamento que esse sentimento gera nas pessoas. É reforçado também pelo medo que nossos próprios pais sentem de nos ver passando necessidades, do sistema de ensino sempre nos alertando que devemos passar de ano, da mídia com suas badnewsque os ajudam a vender publicidade, de algumas religiões onde Deus é um ser vingativo e de muitas empresas que o utilizam como moeda de chantagem para manter o colaborador “motivado”.

Quando éramos pequenos, os sonhos eram algo comum e que nos faziam ter o brilho nos olhos. Me lembro bem quando me perguntavam o que eu queria ser quando crescesse e de bate pronto eu respondia: – Quero ser Astronauta!

O que eu queria mesmo era explorar novos mundos, conhecer coisas diferentes e comandar a minha nave espacial.

Será que não é isso o que as pessoas buscam quando acordam todos os dias? Será elas ainda sonham com algo diferente de um salário no final do mês para pagar os temíveis boletos?

Como não fomos ensinados a nos conhecer, o líder tem um papel muito importante nesse processo, pois ele deve ser em primeiro lugar um incentivador de pessoas e não um burocrata que apenas cobra e passa as tarefas no dia a dia.

Então qual é a importância de ajudar os colaboradores a descobrirem e realizarem seus sonhos?

Vamos lá:

Em primeiro lugar acaba a ideia de que para motivar alguém é só pagar mais ou dar um daqueles presentes genéricos em datas comemorativas. Ajudar alguém a descobrir e realizar seus sonhos é agir na causa da sua motivação e ajudá-lo a ter uma vida que realmente vale a pena, é fazer a pessoa enxergar que a vida pode ser mais do que acordar, trabalhar, pagar contas e se divertir quando der. É uma troca onde o(a) colaborador(a) entrega o seu tempo de vida e a organização entrega meios e condições para que a pessoa possa executar o seu trabalho da melhor forma possível sem ficar se preocupando em sair para ganhar 5% ou 10% a mais em outro lugar.

 

A organização se torna uma plataforma para que pessoa se desenvolva, descubra o que realmente a faz feliz e se esforce para atingir aquilo o que faz o seu olho brilhar. Nessa perspectiva o trabalho em si é um meio para que a pessoa seja um ser humano melhor e ajude mais pessoas com o resultado do seu trabalho. Os resultados positivos são consequência dessa nova forma de enxergar o trabalho.

 

A liderança finalmente começa a exercer um papel de inspirar e motivar as pessoas a atingirem o máximo de seu potencial. Os líderes começarão a ver na prática a felicidade de seus liderados(as) quando eles(as) além de trazerem maiores retornos financeiros para a empresa, realizarem coisas importantes em suas vidas. Seja a inscrição para um curso novo que a pessoa sempre teve vontade, a entrada para a compra de um imóvel próprio ou aprender a como se planejar financeiramente, o líder agora tem mais um papel: ADMINISTRADOR DE SONHOS. Mas é importante frisar que para isso o líder também deve estar envolvido em buscar quais são os seus sonhos e meios para realizá-los e assim inspirar as pessoas pelo exemplo.

 

Trabalha em RH e não sabe como colocar isso em prática? Vem conhecer a Metodologia Conectando Sonhos que a Happynn criou.

E para te animar a buscar os seus sonhos:

Nunca se afaste de seus sonhos, pois se eles se forem, você continuará vivendo, mas terá deixado de existir. Charles Chaplin

Francisco Dalsenter – Coach Positivo, Consultor e Palestrante fundou a Happynn para que as pessoas possam voltar a sonhar os seus sonhos e através do seu trabalho possam realizar todos eles!

Quer conhecer mais do que fazemos? Youtube – Instagram – Facebook

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s